Informações a Respeito do Pet Collie

Origem e História do magnifico Collie

Podemos dizer que o início do Collie é uma incógnita. Uma hipótese é que a espécie teria a mesma base do Border Collie. Como esses cachorros possuíam uma excelente utilidade nos campos e nas fazendas à cultura Celta, a sua nomenclatura provém de um termo gaélico, que quer dizer “aproveitável”. Somente existem evidências do Collie depois do século XIX. Em razão de cruzamentos distintos, tinha nessa época o modelo macio e o áspero.
Foi graças ao “Old Cockie” que desfrutamos o Collie do modelo crespo e, não apenas isso, mas também por ter estabelecido a coloração castanho claro. O advento do Old Cockie deu-se após o ano 1867. Nessa época, a Rainha Vitória admirou-se pela espécie, expandiu sua fama entre criadores de ovelhas e, inclusive, entre elementos da burguesia, que ficaram apaixonados pela beleza do cão.
Em 1886 surgiu o padrão que descreve a espécie até os dias de hoje. Na mesma época, como os cães pastores de ovelhas haviam ficado relevantes na América, os conquistadores trouxeram Collies para a América. O escritor Albert Terhune foi mais um que percebeu um grande potencial no Collie. Por causa da suas narrativas, os Collies foram ficando progressivamente mais célebres. A estrela da TV Lassie, ajudou a transformar o Collie áspero na espécie mais querida de todos os tempos.

Peculiaridades do Collie

Apesar de ser esguio, ele é um cachorro bem firme. A parte elevada do crânio é construída de forma aplainada com sobrancelhas convexas. A cabeça possui formato de cunha e o focinho costuma ser circular, afinando ao nariz escuro, com um leve stop.

Os dentes costumam se encontrar com uma mordedura em forma de tesoura. Tem lindos olhos puxados e de tamanho médio. Sua orelha curva-se para a frente e são bastante curtas de tamanho 3/4. O cão dessa espécie dispõe de um pescoço muito extenso, corpo é ligeiramente mais comprido do que elevado. Suas patas são retilíneas. Seu rabo é ligeiramente mais longo do que alto.

A pelagem do Collie, constituída de pelo e subpelo, intensamente adequada à defesa contra temperaturas extremamente frias. Para evitar que a pelagem do seu Collie adquira diversos embaraços e certos distúrbios de saúde, o aconselhável é que você escove, ao menos, três vezes semanais.

O Collie pode revelar-se em 3 cores específicas: Marta, tricolor e azul merle. Os americanos reconhecem essas mesmas 3 colorações, entretanto incluem inclusive o branco. Independente de qualquer coloração que possuir, a mancha branca a todo o momento se encontra presente, seja na pata, em sua juba ou em sua cauda.

Temperamento da raça Collie

Sagaz, o Collie ocupa a 16ª posição na escala de inteligência relatada no livro “A Inteligência dos Cães”. São excelentes para fazer trabalhos. Ainda que a perfeição seja apenas com a prática constante, ao ensinar o Collie certos comandos, ele consegue assimilar tranquilamente em até 15 repetições.
Entretanto, para um melhor desenvolvimento, você tem que dar inúmeros estímulos para ele desenvolver o seu melhor potencial. Não é, de forma nenhuma, um cão que deva ser isolado no fundo do quintal. Além de ser essencial para o crescimento mental do cachorro, os exercícios contribuem para que ele queime gordura evitando assim problemas com obesidade.
Eles se sobressaem largamente em competições de “agility”, pela sua característica, mas, mesmo que tenham se destacado em funções no campo, atualmente eles são excelentes companhias.
Se você deixou o seu Collie ter contato com outras crianças e adultos desde novos, pode ficar relaxado, porque essa espécie possui uma maravilhosa facilidade em conviver com crianças e jamais vai atacá-las, sendo muito tolerante, até mesmo, com brincadeiras mais violentas. São relativamente fechados com gente estranha e costumam ajustar-se bem a outros espécimes.
Alguns exemplares podem ladrar em excesso e envolver-se em acidentes caso fiquem totalmente livres, saltando muros baixos para correr atrás de carros, ciclista, motos, etc.

Privilégios de ter um Collie

Essa espécie é esplêndida. Ele adora deixar seu dono contente, sempre dando amor a ele, além de ser profundamente atraente e disciplinado. Seus atributos fazem com que ele seja definitivamente magnífico. Largamente da cidade, também podemos observar alguns espécimes existentes nos campos.
São completamente afáveis, travessos e protegem aqueles que adoram com fervor. Os Collies ainda costumam ter um estranho senso de direção. São de boa índole e aprazíveis. quando você for levá-lo para passear ou correr, deixe que ele interaja naturalmente com outros cachorros e pessoas, deixando ele mais à vontade para socializar. Não são cães de índole agressiva, porém inclinam-se a ser suspeitos ou inclusive traiçoeiros com pessoas que demonstram temor.
Eles preferem 1000 vezes um carinho do seu proprietário do que um amplo espaço para eles se deliciarem. Eles ficam seguindo cada passo que o seu proprietário dá, observando e vigiando tudo a sua volta. Apesar de viverem em apartamentos com uma pequena varanda, o recomendado é que eles tenham um lugar com uma área maior. Outra coisa: jamais ponha esta raça em um canil.

Problemas comuns do Collie

No geral, esta espécie é bastante saudável, todavia, mesmo assim, pode revelar certos problemas. Uma moléstia que geralmente é habitual à espécie é a chamada Anomalia Collie olho (CEA), uma doença genética que provoca o desenvolvimento inapropriado dos olhos do cachorro, acarretando em uma provável cegueira, é uma enfermidade bastante comum na raça.
Mais raramente os Collies são capazes de ser afetados pela chamada Atrofia contínua de retina, outra doença hereditária, que é a Degeneração Bilateral da Retina acabando por resultar na perda da visão contínua acabando por gerar cegueira no cão.
Existem também outros problemas na saúde do Collie, como: Tireoide, certas alergias, Epilepsia ou inchaço, porém estes distúrbios não são hereditários. Como não existem testes de DNA que possam avaliar esses incômodos todos eles serão capazes de ter outras causas que não são de origem hereditárias. Os criadores poderão somente fazer o seu melhor para evitar a reprodução desses cachorros.

Atividades e perfil psicológico da raça Collie

Apesar de poder viver dentro da residência, em pequenos espaços, o conveniente é que ele tenha um espaço próprio para exercitar-se e gastar o máximo de energia que for possível. Ensine o seu Collie o mais cedo possível para que ele não comece a ladrar, dado que esta raça ladra com muita intensidade.
Escove duas vezes semanalmente a pelagem a fim de manter a qualidade e a formosura do pelo do seu cão. Recomenda-se o emprego de uma escova de cerdas e a dica é escovar constantemente na direção do pelo e nas costas.
À medida que vão amadurecendo os dentes vão caindo com mais regularidade, então cuide dos dentes do seu Collie periodicamente. É aconselhável escová-los com bastante frequência e incitar sempre a mastigação para conservá-los saudáveis.
Caminhe ou corra, a cada dia, com o seu cão e realize o máximo de atividades físicas com o intuito de deixar o seu Collie sempre saudável e muito disposto. Ele é tão agarrado ao seu dono, que ele é mais contente morando dentro de sua casa.

Os Filhotes do cão Collie

Os filhotes dispõem de enorme energia e são excessivamente travessos. Aprendem facilmente, característica que necessita de ser aproveitada pelo proprietário para ter em casa um cachorro disciplinado e companheiro.
Se eles se sentem ociosos, eles tendem a roer e mastigar os seus móveis. Logo, a melhor coisa é proporcionar ao filhotinho brinquedos com os quais possa se distrair e longas sessões de exercícios e brincadeiras.
A pelagem do Collie ainda filhote modifica muito até completar a idade adulta. O pelo delicado vai tornando-se áspero aos poucos até atingir a textura permanente.
Ao mesmo tempo em que dominadores, os filhotinhos de Collies são bastante amorosos e calmos, vivendo bem com seres humanos. Porém, podem ser muito dominantes aos seres humanos, devido a isso a importância do adestramento desde filhote.

Curiosidades a cerca do Collie

O programa de TV “Lassie” deixou o Collie célebre. A Lassie protegia um pequeno garoto denominado “Timmy” resgatando-o de rios, areias movediças e também poços de minas;
– Se criados com muita crueldade e ignorância, o Collie é capaz de ficar depressivo e extremamente triste;
– A rainha Victoria tem seus créditos por tirar o Collie da impopularidade. Graças a uma de suas visitações em suas propriedades na Escócia, em 1860, ela ficou fascinada com a formosura e com a característica desta espécie. Ela importou inúmeros à Inglaterra, e,então, estreou o primeiro modismo da espécie Collie;
– Elvis Presley e Priscilla tinham um Collie com o nome Baba;
– No ano de 1903 Edgar Rice Burroughs, mais famoso por sua criação do corajoso Tarzan, possuía um Collie branco chamado Raja;
– Robert Plant compôs uma canção chamada ” Bron Y Aur Stomp ” falando sobre seu relacionamento de camaradagem e carinho ao seu Collie Strider.