Você conhece o cachorro Chihuahua

O surgimento do lindo Chihuahua na História

Existe muita polêmica em relação ao surgimento da espécie Chihuahua. A possibilidade mais reconhecida é que a espécie seja procedente do Techichi, um cachorro pequenininho que convivia com os Toltecas, sociedade antecedente aos Astecas oriundos do México, no século X. Conforme estudos arqueológicos, o Techichi surgia em diversas gravuras nas rochas dos santuários nesta localidade. Os Astecas consideravam os Techichi como uma raça “sagrada”, por esses serem os guiadores de espíritos das trevas.
Outra hipótese confirma que estes cachorros teriam uma formação bem mais antiga e que sua naturalidade seria as terras orientais, alicerçando-se na tradição miniaturista dos povos orientais e teriam sido trazidos para o continente americano nos navios que realizavam transações com a Ásia.
A única concordância corresponde à denominação desse animal: Estes cachorros eram obtidos em comércios que eram localizados em um estado mexicano intitulado como “Chihuahua”. Já no meio do século XIX eram muito famosos nas áreas de fronteira entre México e Estados unidos da América, de forma que o primeiro modelo reconhecido no AKC – American Kennel Club foi no ano de 1904.

Peculiaridades da raça Chihuahua

Suas orelhas destoam completamente do resto do seu corpo, uma vez que esse é mais extenso do que empinado, e elas são bastante amplas. Seu rabo é encurvado ao redor do seu dorso. Este espécime poderá ser visto em colorações como o fulvo claro, areia, castanho e prata. Chihuahua é capaz de ser unicolor ou sarapintado e revela duas alternâncias de pelo, a afinada e a extensa, bem como a ondulosa, o que é incomum.
As cadelas Chihuahua tendem a ser bem peludas e muito grandes, à medida que, geralmente, a pelagem dessa raça é lisa e bastante maleável. Todas as colorações do cachorro são admissíveis, inclusive todas as mesclas de cores e quanto mais exótico ele for, mais desejado eles irão ser. Independentemente destas ponderações, a coloração mais normal é o rubi fosco.
Por causa de sua sensibilidade, ocasionada devido ao seu pequenino tamanho e constituição física, eles são bastante frágeis, ainda mais no momento em que são crias. Possuem de quinze a vinte centímetros, quer para o cachorro ou para a fêmea. Independentemente de seu comprimento, é similar a um Dobermann e também com um Aidi, que conseguem pesar até quarenta vezes a mais do que o Chihuahua.

Estrutura Psicológica do Chihuahua

Essa espécie pode se simpatizar, pessoalmente, a seu dono, sendo considerado um animal de apenas um proprietário. Ele é reservado com pessoas que nunca viu, todavia habitualmente é educado com outros cães e animais domésticos. Determinados cachorros buscam ser defensores, porém não são bem competentes nessa situação. A sua personalidade difere: certos cachorros serão bem descarados, outros mais moderados. Todavia, cem por cento dos cachorros podemos perceber que ele é um cachorro bastante impulsivo.
É um cão ligeiro, alerta, dotado de grande velocidade, repleto de entusiasmo e coragem. Como cão de vigia, o Chihuahua encontra-se toda hora alerta. Apesar de seu porte pequeno, ele nunca é intimidado por nenhum espécime, sendo capaz de partir para cima de um cão muito maior. É bastante meigo com o proprietário, porém não atura facilmente pessoas estranhas. Ladra com bravura, dando o alarme defronte o menor gesto duvidoso.
Caso você queira ter um cachorro amável, fique bem atento nessa dica: você tem que ser o padrão. Esse espécime se espelha muito em seu proprietário. Não é um espécime especialmente condescendente com crianças bem pequenas e é capaz de morder se motivado, portanto é mais sugerido para proprietários adultos, ou para pessoas que tenham crianças mais desenvolvidas, que saibam conviver com o temperamento agitado e nervoso do Chihuahua.

Vantagens de ter um pet Chihuahua

Esta raça é bastante dócil e versátil, sem mencionar a sua inteligência aguçada. O seu tamanho o torna um cachorro harmonizável a variados ambientes, incluindo apartamentos, mansões e fazendas.
Por causa da sua resistência, ele não é simples de ser amestrado, entretanto essa atividade não é nada impossível. Eles respondem perfeitamente à repetição positiva e podem, na maior parte dos casos, ser adestrados por qualquer estilo de tática. Quanto antes você sociabilizá-los com outros espécimes e indivíduos desconhecidos, mais fácil será a habituação desses cachorros.
Tudo o que o Chihuahua é capaz de fazer no que refere a se exercitar, como correr ou entreter-se, em razão do seu porte, pode ser executado no interior de sua casa. Não há necessidade de enormes espaços para se adquirir um Chihuahua. Apesar disso, eles amam, como as outras espécies, de exercer passeios diários pela rua com seus proprietários.

Problemas comuns do Chihuahua

Chihuahuas frequentemente são onívoros, quer dizer, comem qualquer coisa e é fundamental ter um cuidado especial com a nutrição conveniente e equilibrada para eles. Concomitantemente, é importante não dar comida em demasia esta raça pequena. Você é do tipo que não se preocupa em alimentar o seu cachorro com chocolate ou outro tipo de doce? Porque é melhor você mudar isso. O chocolate é prejudicial a todos os cães, e com os Chihuahuas não é diferente. O consumo destas substâncias pelo organismo desta espécie é capaz de provocar diversos problemas, levando, também, seu cão a óbito.
Os cães que possuam obesidade, comumente têm complicações de ligamentos, bronquite e uma existência mais encurtada.
Inúmeros eventuais consumidores desta espécie querem cachorros altamente pequenos, mas é preciso analisar, no momento da seleção, se não estão doentes ou desnutridos ou, caso sejam saudáveis, em algumas situações serão capazes de possuir uma vida reduzida e graves complicações de saúde. É importante, com o objetivo de se ter um cão saudável, sempre o alimentar com sua ração somente, que tem que ser apropriada para seu porte e suas exigências.
Essa raça, entretanto, é muito assustada, possessiva e, em algumas ocasiões, muito agressiva.

Como cuidar de um Chihuahua

O Chihuahua é um cão divertido, todavia que é capaz de praticar exercícios correndo dentro de casa. Leve-o para uma caminhada com sua família, aproveitando a natureza e deixando-o ir até um arbusto e pequenas porções de relva. Essa raça é especialmente para morar dentro de casa. O quintal não é para ele. Ele abomina o frio e procura calor. Não é preciso demasiados cuidados ou tratamentos para os seus pelos. Para tomar conta da pelagem, basta escová-lo duas ou três vezes semanalmente.
Um Chihuahua requer muita atenção. Eles escolhem uma pessoa da família como “seu” e sentem excessiva saudade dessa pessoa na ocasião em que ela se encontra longe.
Utilize um peitoral no lugar de uma coleira, com o objetivo de proteger o pescoço de seu espécime sempre que ele caminha. Sem falar que este peitoral protegerá o Chihuahua de um Colapso na traquéia.
Alimente-o com ração à base de carne. Proteínas não devem ser menos de 30%, e gordura, vinte por cento. Fibras devem ser quatro por cento ou menos.

Os Filhotes do pet Chihuahua

Ainda que os filhotinhos sejam bastante pequenos, existe muita energia de sobra para eles. Jamais deixe o seu cachorrinho muito tempo em cima do colo, porque uma queda é capaz de afetar muito, inclusive aniquilar, o seu Chihuahua. Sua constituição física, ainda em formação, é capaz de ser bem prejudicada pelas frequentes quedas.
Filhotinhos de Chihuahuas não são aconselhados para conviver com a meninada. Entretanto, se escolher por comprar um, redobre os seus cuidados e jamais deixe uma criança sozinha com um Chihuahua.
Crias da raça são capazes de ser tranquilamente criados com outros cães e têm o hábito de recrear-se bastante em passatempos e correrias. Somente é preciso cuidar para que jamais haja uma disparidade de tamanho expressiva entre os integrantes da diversão, evitando dessa maneira qualquer tipo de ocorrência. Caso tenha vontade de banhá-lo, somente o faça depois dos cinco meses, ou seja, ao passo que a última etapa da vacina for administrada.
Verifique a proveniência do seu cão sempre, para que você não se desanime no futuro. Procure por um criador respeitado que teste seus cachorros reprodutores para se certificar que os espécimes estão livres de doenças genéticas que são capazes de ser transferidas para os filhotes.

Curiosidades sobre o Chihuahua

– O Chihuahua sobrevive por muito tempo do que a grande parcela dos espécimes – A expectativa de vida pode diversificar muito entre as diversas espécies de cão. Uma teoria para isto remete-se ao seu tamanho: um cão bastante grande, como o Dog Alemão, vive bem pouco, já este cão, que é bem pequeno, pode resistir até os vinte anos. Essa raça não tem grandes problemas de saúde. Marilyn Monroe era admiradora de Chihuahuas. Ela tinha muitos animais de estimação: um gato, um pássaro, um cavalo e inúmeros cachorros, o que inclui uma Chihuahua chamada Josepha.

Deixe uma resposta