Cães que buscam conservar as pessoas ou outros cães distanciados do seu patrimônio têm o costume de fazer isto pois estão apreensivos com o que esses homens e animais são capazes de fazer contra eles ou sua família. Os cães obsessivos, algumas vezes, suspeitam de pessoas desconhecidas e são capazes de permanecer ocultos, ou ficarem perto de um portão para morderem no momento em que um intruso estranho ou outro animal passarem próximo dali.

Por que os cachorros ficam de guarda?

comportamento-do-cachorro Um cão que não possui medo de pessoas ou de outros cães não precisa conservar essas pessoas e bichos distante da residência, jardim ou território que considera dele. Na maior parte das vezes, cachorros inseguros e medrosos fazem isso. Existe, ainda, um componente genético com cachorros de certas raças que são mais propensos a serem territorialistas do que outros, ou mostram o comportamento mais agressivo.
As espécies que tendem a ser territorialistas são as que foram criadas como cachorros de proteção (diferentes espécies foram escolhidas para proteger coisas diferentes, como pessoas, posses ou agrupamentos). Determinadas outras espécies foram selecionadas pela atitude e sensibilidade e são mais predispostas a utilizar a agressão na ocasião em que têm medo, como determinados Terriers, e, possivelmente, irão ser mais temíveis do que outros cães, como de raças de pastoreio.
Já os cães que são estimulados a proteger a residência ou identificar intrusos serão bem mais predispostos a demonstrar agressividade. Por exemplo, os cachorros que são instigados por seus proprietários a caçar gatos no quintal têm mais chances de se tornarem uma ameaça e podem ser muito hostis caso capturem o gato.

Quais são as opções com um cachorro territorialista?

cachorro-territorialista Bem como a gente, os cachorros possuem um forte senso de território e eles são bem mais predispostos a ser agressivos no momento em que alguma pessoa ou alguma coisa tentar atravessar o que o cachorro considera seu limite territorial.
Se o seu cão é territorialmente violento com os outros, é melhor tratar o espécime como se ele houvesse um distúrbio associado com o medo, mesmo se você não percebe este sentimento no seu parceiro de 4 patas.
Do ponto de vista de um cão territorial, os carteiros, entregadores de encomendas, entre outros indivíduos que passam pelo portão da moradia dele estão ameaçando seus bens e sua família. Por isso, o bicho vai fazer de tudo para manter essas pessoas, bem como outros animais, isolados, ainda que para esse fim necessite usar da violência.
Em algumas nações, os proprietários de cachorros têm a obrigação legal de fornecer um acesso seguro aos seus imóveis para os carteiros. Ainda que por aqui não exista lei que trate do tema, também é imprescindível que todos os donos de cães territorialistas tomem cuidado para evitar qualquer acidente com indivíduos que realizam entregas em suas residências, para evitar acidentes. Para esse fim, é preciso certificar-se de que as portas não encontram-se abertas e que o cachorro encontre-se preso.
Se o seu cão é territorialista e agressivo, busque ajuda profissional para resolver o problema.

Deixe uma resposta