Informações importantes da raça Maltês

O essencial sobre a raça Maltês micro toy, você irá ver aqui. Ele se encontra visível na pintura da tapeçaria “A dama e o unicórnio”. Este cachorro foi bem contemplado por grandes celebridades no passar dos séculos;
A raça de cachorros Maltês micro toy é um dos preferidos de famosos, integrando Halle Berry, Heather Locklear e Eva Longoria;
Mesmo que seu Maltês vá querer entretê-lo, ele é capaz de ser difícil de ser ensinado;
Os egipcianos e, séculos depois, vários povos da Europa, cogitavam que o Maltês tinha a eficiência de curar as pessoas de doenças e botavam um na almofada de uma pessoa doente. Isto sugeriu uma de suas intitulações: “O Consolador”;
Ao longo do reinado de Henrique VIII, o Maltês chegou nas Ilhas Britânicas. Até o fim do século XVI, o Maltês tinha se tornado um animal doméstico preferido para mulheres da nobreza e realeza;
O cãozinho foi um dos preferidos da rainha Elizabeth I, Mary Queen of Scots e Rainha Vitória;
Diversos pintores, incluindo Goya e Sir Joshua Reynolds, colocou esses cachorros pequenos em seus retratos de damas belas.

O surgimento do lindo Maltês na História

historia-maltes Os ancestrais do Maltês vêm das cidades marítimas do Mediterrâneo. Eles eram usados para perseguir ratos e camundongos que atacavam embarcações e estabelecimentos e as primeiras referências que temos deste cão remontam aos tempos egípcios. Uma das raças mais velhas do planeta, o Maltês foi um companheiro adorado por praticamente três mil anos. Poetas romanos redigiram a respeito dessa raça e os gregos possuíam túmulos especiais feitos para eles. Ao longo de muitos anos eles desfilaram em torno dos palácios, brincavam nos jardins reais e passeavam nas mansões senhoriais.
Chamada pelo nome latim de Canis Malitaeus desde épocas remotas, o cachorro Maltês inclusive já foi referido como Cachorro Leão Maltês e Antigo Cão de Malta. Apesar disso, a sua procedência não está vinculada à ilha de Malta, na Sicília, todavia sim ao termo porto (ou refúgio), vinda da tradução do termo “málat”.
O Maltês teve seu lançamento nos EUA numa exposição em Westminster, no período de 1877. Um ano em seguida, a espécie foi registrada legalmente. Em tempos mais antigos, o Maltês nascia com pelos de outras colorações, definindo a sua nuance alva com o decorrer do tempo. Até o ano de 1913 diferentes colorações ainda eram permitidas nas exposições da espécie. Foi depois do século XX que se tornou obrigatório que os Malteses fossem completamente brancos.

Características do Maltês

O Bichon Maltês é visto como um cão de porte pequeno e possui uma pelagem vasta e branca. A maioria das partes do corpo acabam sendo simétricas, não tendo enormes diferenças de estrutura física, apesar de mostrar um corpo longo comparando-se com sua estatura.
A cabeça do Maltês é simétrica ao restante de seu corpo, o nariz é de tamanho médio e o seu stop é bem definido. Seus olhos são enormes, pretos e também ovais. O focinho é sempre escuro e fica em contraste com o branco dos pelos. As suas orelhas costumam ser pendentes e completamente revestidas de pelos longuíssimos. A raça conta com longos bigodes e também uma franja característica. Seus membros são totalmente rodeados pela pelagem, o que provavelmente não vai impedir a movimentação do cão. Sua cauda ainda é dotada de uma extensa pelagem.
Isso lhes dá uma aparência nobre e de muita fineza que, em razão do seu pelo delicado e a sua maneira de caminhar suave, faz com que este cão pareça voar por sobre o chão, tamanha a sua elegância de locomoção.

Estrutura Psicológica do Maltês

comportamento-maltes É uma raça amigável e sem medo. Esse é um cão severo e robusto que se destaca não só como um amigo, como também como um cão de terapia e concorrente em algumas provas para cão como agility, obedience, rally e tracking. Entretanto, sobretudo, ele aprecia estar com seus donos.
O Maltês tem uma boa característica de se adaptar com o dia-a-dia de seu proprietário. Se por acaso a pessoa for muito afetiva e dinâmica ele inclusive vai ser, entretanto, se for calma, o Maltês é capaz de apresentar um comportamento que seja muito tranquilo. Isto torna o Maltês um cão de companhia por excelência.
É um bicho que costuma ser bastante dócil, e por esse ponto, pode ficar bastante tempo entretendo-se e brincando com a criançada. Ainda assim, devido a seu porte, as crianças precisam de ser supervisionadas para que não o machuquem. Ele costuma ficar bastante triste quando isto ocorre.

Privilégios de ter um cão Maltês

O Maltês é muito vivo e dinâmico, também possui uma garganta afiada, Caso você não queira um cão que lata muito ou mesmo faça barulho, compre outra raça, pois essa não é a indicada. No entanto, ele é um ótimo cão de alarme. Bastante devotado à família, gosta bastante de atenção e aprecia ser afagado por qualquer um.
É uma das mais pequenas de todas as espécies, além de ser agradável e também lúdico para brincar. O Maltês (Bichon Maltês) com certeza é uma ótima pedida com o objetivo de se ter em sua moradia, especialmente para quem vive em edifícios e fica muito tempo na casa, para companhia.
Como costuma ser um cachorro bastante sociável, se dá bem com outros cães, desde que viva ocasionalmente com eles. É um cachorro bastante audacioso e provocador, costumando instigar cães de tamanhos maiores, por isso é fundamental ter cuidados.
Vive bem em edifícios e não tem necessidade de um quintal, desde que ele seja adequadamente exercitado. Sair para realizar caminhadas diárias e também ótimas doses de divertimentos poderão deixar esse cão bastante saudável.

Problemas comuns do Maltês

problemas-maltes Este é um cão saudável, seus olhos, porém são a sua zona mais vulnerável em relação a enfermidades. Há ainda incidências de cachorros com deficiência auditiva nesta espécie. Por fazerem festa a cada um dos moradores da casa, fazem questão de estar constantemente próximos das pessoas. Apesar disso, sempre elegem um deles como o dono predileto e carecem de ser treinados, porque conseguem ficar muito ansiosos e nervosos quando o assunto é um volume muito grande de pessoas em sua moradia, o que é capaz de gerar stress.
O Maltês tem, principalmente, 2 problemas constantes que são alergias e problemas de pele, provocados por pulgas ou produtos de higiene. Eles podem também apresentar luxação da patela.
Outra fonte de atenção precisa ser dada à dentição dupla, na ocasião em que os dentes provisórios não caem no momento em que os definitivos surgem. Neste caso, o mais recomendado é que os dentes provisórios sejam retirados para não juntarem com os outros. A raça também tem propensão ao tártaro que pode ir para um grave problema na gengiva e gerar a queda dos mesmos.

Atividades e perfil psicológico da raça Maltês

O pelo extenso requer uma escovação todo dia a fim de evitar que ele fique com muitos nós. Seu pelo branco necessita de vários cuidados extras a fim de que não manchem. Os olhos deverão ser frequentemente limpos e a barba precisará de ser limpa após cada uma das refeições.
É um cão que necessita de banhos mais constantes do que outros tipos de cachorros, já que seu pelo extenso se arrasta ao solo e se suja com bem mais simplicidade. Comumente os proprietários optam por tosar a pelagem, para tornar o cachorrinho mais simples de cuidar. No momento em que o pelo é deixado longo, os proprietários necessitam de amarrar a franja com uma buchinha de cabelo para evitar que caia em cima de seus olhos.
A grande qualidade da raça é que não perde pelos, sendo então excepcional para quem conta com mobílias que agarram pelos carpetes, entre outros, além de serem sem riscos para os indivíduos que sofrem com crises alérgicas.
A quantidade diária de ração sugerida é de 1/4 a 1/2 xícara ao dia, fracionada em duas refeições. Evite que seu Maltês fique com excesso de peso, vigiando sua comida e alimentando o espécime duas vezes por dia, em vez de conservar comida sempre acessível.

Os Filhotes do cachorro Maltês

Os filhotes no momento em que nascem são levemente diferentes dos seus genitores. Geralmente o nariz, seus olhos e os lábios são rosados e depois da primeira semana começam a aparecer pequenas manchas escuras neles. Na quase totalidade dos Malteses a cor está completa aos dois meses e caso nesse momento a parte rósea em torno dos olhos for maior que ¼, esta marcação não altera mais. O mais adequado é que o focinho, os olhos e os lábios estejam pretos já aos 60 dias.
Os pelos brancos e ausente de manchas também não é uma conjuntura intrínseca aos filhotes. Geralmente têm filhotes que nascem com tonalidades alaranjadas que varia de 10% a 40%. Essa é outra característica que deve modificar num período de dois a seis meses, no momento em que, enfim, os pelos ganham a coloração branca uniforme.

 

Informações importantes da raça Maltês
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta