cachorro passeando

Conheça 6 dicas práticas para passear com cachorro!

Passear é um momento de diversão e alegria para a maioria dos cães.

Hábito que deve estar inserido na rotina de tutores e pets, o ato de passear com cachorro traz diversos benefícios para o seu amigo, como redução do estresse, da ansiedade, gasto de energia e socialização com pessoas e outros pets.

socialização de cães

No entanto, às vezes, sair de casa com seu pet pode ser um pesadelo. Isso acontece nos casos em que o cachorro puxa a guia, pula nas pessoas ao redor ou tenta arrumar briga com outros cães.

Se este é o seu caso, conheça neste artigo 6 dicas que você pode colocar em prática agora mesmo para ter um passeio mais tranquilo e divertido. Confira!

1. Faça um checkup no seu pet

Passear com cachorro é muito legal, mas antes de sair nas ruas com o seu amigo é necessário que ele esteja vermifugado, com as vacinas em dia e protegido contra pulgas.

Isso porque durante o passeio, seu cão terá contato com outros pets que podem transmitir parasitas e outras doenças. Além disso, ele estará exposto a microrganismos presentes na rua e no ambiente em geral.

Por isso, antes de começar a passear com seu cão, faça uma visita ao veterinário e confirme se as vacinas e vermifugação estão em dia.

Também é importante aplicar uma proteção contra parasitas. Existem diferentes opções no mercado pet, como o Antipulgas e Carrapatos Bravecto  que protege seu pet por 3 meses contra pulgas e carrapatos.

2. Use os acessórios adequados

passeando com cachorro lado a lado

Para um passeio seguro e confortável é preciso estar com acessórios corretos para passear com cachorro.

Isso inclui coleira ou peitoral e uma guia. A escolha entre coleira e peitoral depende muito da relação entre tutor e cachorro e divide a opinião de especialistas.

De forma geral, a coleira de pescoço não é tão segura quanto o peitoral e se o cão puxar muito, pode causar lesão na traqueia. Já o peitoral é mais seguro, no entanto, pode incentivar o cão a puxar. Mas a boa notícia é que já existem os peitorais antipuxão, em que a guia conecta na parte da frente do peitoral e não atrás, como o convencional.

Para a escolha da guia, a recomendação é que ela seja mais curta, para dar mais controle a você durante o passeio.

Coleiras, peitorais e guias podem ser encontradas em pet shop online especializados em pets. Existem diversos modelos, tamanhos, cores e estampas para atender cães de diferentes portes e raças.

Dica: independente da escolha da coleira, sempre coloque uma plaquinha de identificação no seu cachorro antes do passeio. Isso é muito importante caso o seu amigo escape.

3. Não incentive a ansiedade

anxious dog

Cães que gostam muito de passear costumam ficar agitados ao ver o tutor pegando a coleira e começam a correr, pular e latir.

Isso é um claro sinal de ansiedade e ele não deve ser reforçado. Se este é o caso do seu amigo, é importante que você só coloque a coleira depois que ele se acalmar.

Além disso, é importante que você saia primeiro do que ele. Assim, ele entenderá que você guiará o passeio e não o contrário. O mesmo serve para a chegada à casa. Quem entra primeiro é o líder da matilha, ou seja, você.

4. Alterne o passeio com outras atividades

cachorro brincando

Passear com cachorro pode ser muito mais divertido e interessante para o seu cão se você intercalar a caminhada com outros tipos de atividade como jogos e comandos.

Portanto, inclua no roteiro parques, praças e playgrounds para pets que permitam outros tipos de interação.

E detalhe: permita que seu cachorro seja cachorro. Deixe que ele marque território, fareje e interaja com outros pets e pessoas.

5. Mantenha a frequência e duração dos passeios

Dedique um tempo razoável para passear com seu cão, respeitando a energia e disposição física dele.

Lembre-se que esse hábito é sinônimo de um cão mais relaxado, tranquilo e saudável.

Também é importante manter a frequência e rotina dos passeios. Isso reduz a ansiedade do seu amigo para o tão esperado momento de passear.

6. Evite passear com cachorro em horários muito quentes

Ao escolher o horário do passeio, evite horários muito quentes, em especial no verão.

passeando com pug

Essa dica vale para todos os cachorros, mas principalmente para os braquicefálicos, como buldogues e pugs, pois estes tendem a ter mais dificuldade para eliminar calor e regular a temperatura do corpo.

 

E sempre leve água para o seu cão em passeios longos a fim de mantê-lo hidratado.

Por fim, vale lembrar que engana-se quem acha que cães que vivem em locais amplos e com muito espaço não precisam de passeio.

O hábito de passear com cachorro possibilita ao seu amigo caminhar, ver coisas novas, interagir com as pessoas e outros pets. É uma necessidade que vai além do espaço. Tem a ver com a possibilidade de socializar e interagir com o mundo.

Se você não tem tempo para passear com seu amigo, pode procurar um dog walker, que nada mais é que um passeador profissional. Já existem diversas empresas do segmento no mercado e com preços bem acessíveis.

Esperamos que nossas dicas ajudem você e seu pet a terem muitos passeios tranquilos e divertidos. Bom passeio!